Seguidores

Pronto para limpar até as arestas mais difíceis!

Pronto para limpar até as arestas mais difíceis!

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Eu sou um tolo, e amigo de mulher é cabelereiro.

Estava aqui tentando refletir sobre alguma coisa que me valesse a pena digitar, quando de repente me cai nas mãos através do meu amigo Guilherme, um texto de Machado de Assis de mais ou menos uns 150anos que foi escrito e fiquei chocado com o que li, pois o autor coloca no chinelo a minha última postagem sobre a teoria da infelicidade, e faz uma crítica devastadora sobre o pior tipo de homem que existe nos meios sociais: o amigo da mulher.
Apóia, elogia, oferece o ombro pra ela chorar por causa dos outros homens insensíveis que ela abre as pernas, e tem tesão pela mesma. Mas ela só o enxerga como amigo, e nunca sentirá tesão por ele.
No texto, ele divide o homem em dois tipos bem distintos. Os primeiros ele chama de "homens de espírito", que são aqueles homens previsíveis e ricos de conhecimento teórico. Estes em quase cempor cento das vezes se tornam donos de fortunas, e são capazes de comprar o mundo para mimar a mulher amada;  ficam aos pés das mesmas, as enchem de presentes, pagam restaurantes caros, levam às melhores festas, e antes de sentir desejo por uma mulher, fazem amizade com ela. Nessa categoria encontram-se todos os reis, príncipes, políticos, empresários, namorados, noivos e maridos traídos que existem na sociedade, dos tempos mais remotos até os dias de hoje. Mas isso não nasce no homem pois, por instinto, o homem possui uma tendência natural a ser o macho alfa. A sociedade é quem o transforma nesse tipo de abominação e nessa classe inferior de ser humano do sexo masculino, que é o macho beta: o sonho de consumo, luxuoso e confortável, de todas as mulheres.

Andam de mãos dadas, trocam confidências e ele sente muito tesão por ela. Mas já foi subjugado pela mesma como macho beta, e pra ela, ele é um super-amigo. 
O adestramento do homem alfa em beta pela mulher, começa na primeira fase da vida que é a infância. O garotinho é criado pela mãe para ser o homem que ela sempre idealizou na vida: educado, que não fala palavrão, que não se mete em farras, caseiro, estudioso que tira notas bem altas, tem tudo do bom e é superprotegido pela mamãe, vivendo agarrado na saia dela. Quando esse menino chega na adolescência, ele é considerado o amigo das meninas, mesmo sentindo desejo pelas mesmas. Ele é criado para ser o contrário do homem pelo qual ela se casou, que xinga, arrota alto, que gosta de ir pras festas com ou sem ela, que mesmo na Universidade, não era um dos melhores alunos, fode que nem um animal, a deixa insegura do amor que ele tem por ela e a tem nas mãos o tempo todo. Isso coloca o adolescente em uma total frustração, pois as mulheres, desde novas, aprendem dentro de casa a escolherem o mesmo tipo de homem que as mães escolheram como maridos. E quando se deparam na adolescência com esse menino miguxo e íntimo demais, começam a ter uma certa repulsa, pisam com força em cima dele e fazem com ele o que homem nenhum deveria se deixar permitir fazer por uma mulher: transforma-o em amigo. Isso irá traumatizá-lo pelo resto da vida, pois o macho beta é o tipo de macho bem estabilizado financeiramente, que a todo instante tem que provar seu valor para as mulheres, e isso ocasiona na fase adulta o que chamamos de corno conformado. Pois ele se transforma no cara que, para não se separar da mulher é capaz de tudo, até mesmo de arrumar outros homens para satisfazerem-na sexualmente, pois por mais que ele se esforce ela nunca se sente completa. E ainda existem uns tipos de cornos que se sentem felizes com essa situação. É ou não é para se abismar?

Mas em contrapartida, existe o salvador da pátria.Aquele ser pelo qual as mulheres suspiram e suas calcinhas se encharcam. Um ser humano macho do sexo masculino, desprovido de amarras compromissais obrigatórias com o sexo oposto. Um ser cuja fortuna ele encontra ao pé das mulheres, e as mesmas não poupam centavos para estar com eles: o homem tolo. Que é também conhecido mundialmente pelos biólogos, piscólogos, sociólogos e antropólogos como "macho alfa".
Um exemplo típico de macho alfa e  macho beta, ainda na adolescência. Notem que  o beta dá a segurança, mas é o alfa quem ela mais deseja.
O homem tolo, é o homem que nasceu pra exercer o papel que a natureza, antes da sociedade entrar com seus padrões, lhe destinou: juntar mulheres ao seu redor, não dar-lhes segurança emocional (uma mulher na sua vida, é infinita enquanto dure), tê-las nas mãos para a hora que precisar e satisfazê-las sexualmente de modo selvagem. Eles são os tipos de homens que escolhem as suas profissões, sabem que as alcançarão, mas não tem a pressa de atingir o sucesso e nem a ganância de se destacar, que os machos beta possuem. É como se eles estivessem caminhando numa estrada, rumo a uma outra cidade para pegar uma fortuna, mas não tem pressa de chegar lá: param pra descansar, apreciam a paisagem, a beleza das flores e dos animais que aparecem; e quando chegam, mesmo se estiverem suados e desarrumados, são saudados como as pessoas mais ilustres do lugar.

Machado de Assis resume o tolo como "a rocha despegada, que rola, corre, salta e avança, caminho por si, precipitada pela sua própria massa. Sorri-lhe a fortuna, particularmente ao pé das mulheres. Mulher alguma resistiu nunca a um tolo. Nenhum homem de espírito teve ainda impunemente um parvo como rival. Por quê?... Há necessidade de perguntar por quê? Em questão de amor, o paralelo a estabelecer entre o tolo e o homem de siso não é para a confusão do último?"
Machadão de Assis, o cara..
Podemos dar muitas qualidades para o homem tolo. Mas para reconhecê-lo, temos que prestar atenção em duas de suas principais características, que é a sua segurança e o seu sangue frio perante o sexo oposto. Segurança esta que ele adquire lançando-se nas estradas da vida, e sangue frio por se relacionar com várias mulheres, entender a verdadeira essência feminina e não se deixar dominar por ela. Pois o que a mulher mais almeja em um homem são duas coisas: ter um filho, para poder moldá-lo à sua maneira, e poder moldar um homem feito até odiá-lo. Coisas que ela faz livremente com um  homem de espírito, mas nunca consegue fazer com um tolo. E isso a deixa apaixonada e ligada a ele pelo resto de sua vida. E esse é o segredo dos tolos: oferecer para a mulher um amor sempre duvidoso, nunca certo. E não oferecer amor é que faz com que as mulheres se desmanchem atrás dos homens tolos, ou machos alfa.
O beta oferece o mundo. O alfa oferece emoção. Quem será que ela vai escolher?
 Outra característica que separa os machos alfa dos machos beta, é que os tolos não perdoam. Mulher trai o macho beta várias  e várias vezes, ele sempre está disposto a perdoar e ela está smpre disposta a trair de novo. Se uma mulher trai um macho alfa, ela é subistituída por outra, sem remorsos e sem decência. Por isso mulheres que se relacionam com os machos alfa, ou os tolos, fazem de tudo para que o relacionamento não desande. Já com os machos beta, ou os homens de espírito, elas não estão nem aí. E enquanto os homens de espírito guardam todas as lembranças dos momentos que tiveram com suas ex, os tolos conservam apenas os nomes delas, como se fossem troféus de caça. Valendo salientar que dependendo da ex parceira, o tolo pode reconsquistá-la meses ou anos depois, pois ao contrário do homem de espírito, que oferece conforto, estabilidade, mundos e fundos; não ofereceu nada para a mesma a não ser amor, paixão e sexo. Coisa que mais tarde ele pode retomar.


Para encerrar essa postagem, quero frisar mais uma vez, o quanto os machos alfa triunfam sobre os machos beta. Os primeiros sabem como pensa uma mulher e são seguros disso. Os segundos são sempre inseguros, e ao invés das mulheres segurarem eles com maciez e carinho, seguram-nos com garras. Eu? Bem... Eu continuo nessa vida como um tolo zelador fiel, confessando meu dia-a-dia para quem quiser ler essas confissões. Abraços.

11 comentários:

  1. Eu gostaria de dizer que você não tem razão.
    Mas só posso dizer que também existe a mulher alfa e a mulher beta. E tudo o que foi dito sobre os homens se aplica também às mulheres.
    Lamentável, tanto sofrimento por nada.

    Eu me coloco de lado e só observo...Estou feliz solteira e não vou entrar nas ilusões da sociedade. Creio que o ser humano não sabe amar.

    http://olhareseleituras.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo blog, gosto muito de Machado de Assis.

    http://cinemaparceirodaeducacao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Não sei se concordo com 100%, mas, não posso negar que como generalização e análise crua é muito bem feita.

    Muito interessante!

    ;D

    ResponderExcluir
  4. inteligente e Machado de Assis sabia das coisas.... ahhh valeu pela visita no fleon abraços

    ResponderExcluir
  5. Fiquei curiosa...levando-se em conta o texto que vc cita na sua postagem, vc se considera um tolo ou um homem de espirito, por quê?



    :D

    http://blogdacapitu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. "Eu? Bem... Eu continuo nessa vida como um TOLO zelador fiel, confessando meu dia-a-dia para quem quiser ler essas confissões."

    ISSO RESPONDE À SUA PERGUNTA CAPITU???

    ResponderExcluir
  7. Seu blog é muito interessante...
    Estou te seguindo.... Tenha um Lindo Dia!
    Siga meus Blogs: http://cartasdeumcoracao.blogspot.com/
    E http://deusemminhaalma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. hohohoho...
    Eu acho que prefiro um macho alfa com algumas atitudes de beta e vice-versa. Será que existe meio termo??!!

    BeijO*-*
    evesimplesassim.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. XD legal seu blog o texto em caixa bem em mim tipo meu dia-a-dia como um tolo -_-

    ResponderExcluir

Caro leitor: se você se identificou com o texto, comente-o. Seu comentário também anima o meu dia-a-dia de assalariado.